Portal da Cidade Mogi Guaçu

QUEBRA DE ACORDO?

Fiscais de concurso da Prefeitura retêm provas para protestar contra pagamento

Eles alegam que a empresa que aplicou as provas não quer pagar o que havia sido acordado anteriormente

Postado em 12/09/2021 às 18:16 |

Cerca de 16 fiscais que estavam na Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) “Professora Márcia Helena Martini Falsete Risola”, no Jardim Chaparral, Zona Leste de Mogi Guaçu, recusaram-se a entregar as provas do concurso público que estava sendo realizado no local.

Eles alegam que a empresa responsável pela aplicação das provas, o IUDS (Instituto Universal de Desenvolvimento Social) não cumpriu com o combinado na hora de pagar pelo trabalho dos fiscais, que estavam trabalhando desde as 7h30.

A reportagem do Portal da Cidade de Mogi Guaçu apurou no local que o valor pré-combinado era de R$ 200,00 para aplicação das provas no período da tarde. Mas no final do processo constava o pagamento de metade do valor. Um funcionário da empresa disse à reportagem que foi apenas mal entendido.

Dezenas de pessoas haviam acabado de fazer as provas da tarde, disputando vagas para os cargos de auxiliar de serviços operacionais e coletor de lixo. Na lista, havia 371 candidatos convocados para realizar processo nesta escola.

Porém, ao término do concurso, às 17h30, os fiscais recolheram as provas, mas não entregaram aos responsáveis em protesto pelo descumprimento do acordo. 

Os fiscais deverão elaborar um BO (Boletim de Ocorrência) contra o IUDS. Não há notícias de que o problema se repetiu em outros locais de prova, realizados neste domingo (12), em dois períodos; manhã e tarde.

Agora há pouco, a Secretaria Municipal de Administração informou, em nota, que houve um "mal entendido" - já esclarecido - e que todas as provas estão em posse da empresa responsável pela realização do concurso público

Esse concurso era para ter sido realizado em 2020, mas devido a pandemia de Covid-19, foi adiado. Entre os cargos em disputa estão os de coordenador pedagógico, farmacêutico, fiscal tributário, procurador municipal, professor de educação básica II e professor de educação especial

Também há vagas para administrador de centro de educação infantil, inspetor de alunos, terapeuta ocupacional, cozinheiro/merendeiro, escriturário, monitor de informática, auxiliar de serviços operacionais, coletor de lixo, sepultador e salva vidas. Os salários variam de R$ 1.120,65 a R$ 4.624,51.


Fonte:

Deixe seu comentário

Outras notícias